PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
10/05/2019 16h03

Pacientes do Centro de Reabilitação João Baiano são contemplados com cadeiras de roda e de banho em Juscimeira

assessoria de imprensa


Pacientes referenciados pelo Centro de Reabilitação “João Baiano”, em
Juscimeira, foram contemplados com equipamentos que auxiliam na
locomoção e na rotina de casa e fora dela. A entrega das 13 cadeiras de
roda e 12 cadeiras de banho foi realizada na tarde desta quinta-feira
(09/05) pela equipe da Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de
Saúde e de Desenvolvimento Social, no Centro de Convivência Padre
Henning.

 

A esposa do paciente Zezão, Maria das Dores, esteve presente na entrega
e destacou que com a aquisição das cadeiras irá melhor muito os cuidados
principalmente a de banho para a higienização, sendo que ele não
consegue se locomover conseqüência da Esclerose Lateral Amiotrófica
(ELA).

 

“Já havia oito meses, desde que foi realizada uma cirurgia de
traqueostomia, que não damos banho no banheiro, vinha sendo sempre no
leito. Agora com o auxilio de um guincho vamos consegir colocar ele na
cadeira para levá-lo ao chuveiro. O Zezão ficou muito feliz, ele está
louco para tomar um banho normal”, concluiu Maria.

 

De acordo com o secretário de Saúde, Nassin Farah, é uma importante
conquista para os pacientes, os quais têm os seus direitos respeitados,
garantindo a mobilidade, autonomia, qualidade de vida e inclusão social.

 

“Através do Centro de Reabilitação foram encaminhados os processos de
solicitação dos equipamentos junto ao CRIDAC – Centro de Reabilitação
Integral Dom Aquino Correa, que concedeu a assistência ao município.
Havia pessoas na espera desde 2016. Nosso objetivo e zerar essa espera
contemplando todos que necessitam”, ressaltou Nassin.

 

A primeira-dama e secretária de Desenvolvimento Social, Silvani Gomes,
destacou durante a entrega, que ações como essa motiva ainda mais buscar
melhorias para a população juscimeirense, proporcionando conforto e
dignidade para quem tanto precisa.

 

“Garantir a mobilidade, ou seja, o direito de ir e vir das pessoas com
deficiência, reflete no aumento da autoestima, na integração, nas ações
de proteção e cuidado, e principalmente no aumento da qualidade de vida
dessas pessoas”, concluiu Silvani.