PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
05/08/2019 20h40

Mais de 50% dos brasileiros sofrem com a acne

Maria Emilia Silveira - AGÊNCIA SOUK



Você sabe qual o principal motivo das consultas aos dermatologistas? Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) a acne é responsável por 54% das consultas aos dermatologistas e cerca de 50% dos brasileiros sofrem com a doença, problema que atinge inclusive os adultos.



Mas o que é acne? A acne é doença caracterizada pela inflamação do folículo pilossebáceo, causada pelo aumento da produção de sebo vinda das glândulas sebáceas mediada por hormônios androgênios . Ou seja, o aumento da oleosidade e o acúmulo de celulas mortas obstrui os poros e contribui para a proliferação de bactérias, o que ocasiona os cravos e, após uma inflamação, a espinha.



“A acne em adultos é uma doença crônica e precisa de tratamento contínuo. Anticoncepcionais, no caso de mulheres, e medicamentos como retinóides e peróxido de benzoíla podem ser utilizados como medidas iniciais no tratamento. Caso não aconteça melhoras, antibióticos orais podem ser uma boa opção de complemento temporário e para os casos mais resistentes usa-se isotretinoína”, conta Guilherme Graça Cardoso, dermatologista da Plunes Centro Médico. Outros tratamentos como peelings, laser, luz pulsada e fototerapia podem ser eficazes no combate à inflamação, cicatrizes e manchas.



As mulheres apresentam maiores chances de desencadear o distúrbio, conhecida por AMA (Acne da Mulher Adulta), e geralmente é justificada pela pela maior atividade da glândula sebácea aos hormônios circulantes, e pode ser agravada por: tabagismo, estresse, ansiedade, doenças endócrinas, fatores genéticos, uso de medicamentos, suplementos e obesidade. Outros fatores cotidianos, como banhos muito quentes e ingestão de alimentos com alto índice glicêmico também podem estar associados a uma piora no quadro.



A profilaxia é importante para os adultos manterem a pele saudável, com a higienização da face com água fria (duas vezes ao dia) com produtos devidamente adequados e indicados por um médico, sempre retirar maquiagem antes de dormir, evitar fumo, obesidade, automedicação e investir em atividades físicas e limpeza de pele realizada por profissional são opções fáceis para prevenir a acne, principalmente nos casos de pacientes com tendências a desenvolver a doença.



“O ideal é sempre buscar ajuda médica assim que a acne aparecer, pois quanto antes o tratamento for iniciado, maiores as chances de sucesso”, finaliza o dermatologista.



Para mais informações, acesse: http://www.plunes.com.br/