PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
23/03/2020 07h37

Tecnologia x Realidade por Hitchelly Augusto Rodrigues Betzel Luz

Stephanie Romero


A tecnologia trouxe uma série de benefícios para a humanidade. O celular móvel com internet, conhecido também como Smartphone, por exemplo, substituiu as cartas que demoravam semanas para serem entregues, agora é apenas uma questão de segundos e o recado está nas mãos do destinatário.

 

Além do envio das mensagens básicas, encontramos uma séries de outras utilidades para o celular, como o compartilhamento de notícias, informações, e até mesmo, serviços de banco são realizados, como pagar uma conta e fazer compras.

 

Os aparelhos celulares também se tornaram fonte de entretenimento. Facebook, Whatsapp, Youtube, Tik Tok, entre tantos outros atrativos, fizeram do Smartphone um item praticamente indispensável na vida do ser humano, se tornando quase um membro do corpo humano, a extensão dos braços, dos olhos, e até do sorriso.

 

Essa situação é tão real que o Brasil é 2º em ranking de países em que as pessoas passam mais tempo em redes sociais, segundo a empresa de pesquisa GlobalWebIndex.

 

Mas o alerta que fica é em relação aos nossos adolescentes, pois estudos mostram que as crianças menores de 13 anos têm maior susceptibilidade a desenvolverem dependência ao tão aclamado Smartphone, isso devido à sua imaturidade cerebral, porém, qualquer indivíduo pode se tornar um viciado em celulares a partir do momento que não controla mais as suas vontades e torna-se refém do aparelho.

 

O assunto não pode ser visto como um simples exagero, uma vez que, em 2017 a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconheceu tal dependência como uma doença que necessita de tratamento e a nomeou como nomofobia. As consequências podem ser depressão, ansiedade e impulsividade. Isso sem falar na diminuição da capacidade social, posto que, os relacionamentos pessoais são substituídos pelos virtuais.

 

Por isso, quero chamar a atenção dos educadores, temos que estimular nossos alunos a realizarem atividades em grupo, prática de atividades físicas, leituras – atividades que promovam o relacionamento interpessoal com amigos e familiares, ultrapassando a superficialidade da tela do celular.

 

É nosso dever preparar aos alunos para se adaptarem à tecnologia, entendendo que a mesma será crucial e indispensável ao decorrer de sua vida, utilizando-a sempre com sabedoria, principalmente sem perder a essência do relacionamento interpessoal, da humanidade que nos une e nos torna iguais.

 

Hitchelly Augusto Rodrigues Betzel Luz, graduação: - Bacharel em Teologia; licenciatura em Educação Física;  licenciatura em Pegadogia; pós-graduando em Gestão Escolar. Email: diretoria.car@adventistas.org