PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
02/04/2020 21h52

Gefron aumenta em 150% o número de apreensão de drogas em regiões de fronteira

Julia Oviedo | Sesp-MT


O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) registrou um aumento inédito na produtividade neste primeiro trimestre de 2020. Um exemplo disso é o número de apreensões de drogas que passou de uma tonelada em 2019 para 2,5 toneladas nestes três primeiros meses.

 

O mesmo vale para as apreensões em dinheiro. Em 2019, o Gefron apreendeu um total de R$ 26,6 mil em espécie e neste ano o valor foi de R$ 99,6 mil em moeda nacional e R$ 32 mil em dólares. No total de ocorrências, o Gefron registrou um aumento de 60% que passou de 52 registros em 2019 para 83 neste ano. 

 

Em relação à apreensão de veículos e produtos de roubo e furto que foram recuperados e restituídos às vítimas, o número passou de 52 para 78, representando aumento de 50% entre 2019 e 2020. Também foram apreendidas este ano duas aeronaves, enquanto no ano passado nenhuma.

 

Para o comandante do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas, o aumento da produtividade se deve, além do empenho dos operadores de fronteira, às ações de integração com outras forças de segurança pública.

 

“O apoio da Secretaria de Segurança Pública, o fortalecimento da Operação Hórus do Ministério da Justiça com a integração das unidades da Polícia Militar, Defron e Polícia Federal, além da dedicação cada vez maior dos valorosos operadores de fronteira, gerou estes índices de produtividade que até então são inéditos para a nossa unidade”, pontuou Ricas.

 

O prejuízo total ao crime contabilizado neste primeiro trimestre chega a quase R$ 40 milhões. O comandante do Gefron ressalta ainda que mais de 95% dos entorpecentes apreendidos trata-se de cloridrato ou pasta base de cocaína, droga comercialmente mais valorizada no mundo do crime.