PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
01/08/2020 12h38

Portal gov.br completa um ano com mais de 72 milhões de pessoas cadastradas

Governo do Brasil


O portal único gov.br completa um ano trazendo inovação e facilidades para o cidadão.

 

Antes, as informações e serviços do Governo Federal podiam ser encontrados em diferentes canais. Com o gov.br, essa realidade mudou.

 

O portal unificou os canais digitais do Governo Federal e simplificou o acesso dos cidadãos aos serviços públicos e informações.

 

Atualmente, dos 3.655 serviços no portal, 59% são digitais, ou seja, podem ser feitos sem sair de casa. Além disso, 45 sites de governo já migraram para o portal único.

 

Os números mostram que aumento no atendimento digital.

 

Em janeiro, eram 4,6 milhões de acessos de diferentes pessoas. Em junho, já eram 12,1 milhões de usuários.

 

A reunião das informações institucionais, notícias e serviços públicos prestados pelo Governo Federal em um só portal foi definida pelo Decreto 9.756/19 para oferecer ao cidadão um canal direto e rápido de relacionamento com os órgãos federais.

 

"Esses conteúdos estavam dispersos em diferentes endereços, de diferentes órgãos públicos. E o projeto de unificação de canais digitais do Governo Federal fez com que, em um único endereço, o gov.br, o usuário pudesse consumir mais de 3,6 mil serviços públicos e informações de diferentes instituições públicas", disse o diretor do departamento de experiência do usuário de serviços públicos, Joelson Vellozo Júnior.

 

A meta é que, até o final deste ano, os principais sites do Governo Federal estejam integrados, tornando o gov.br a entrada única para as páginas institucionais da Administração Federal. Com a centralização de cerca de 1,6 mil sites, a economia estimada é de R$ 100 milhões ao ano, com custos de manutenção e desenvolvimento.

 

Os três primeiros sites a migrar foram o de Serviços, o Governo do Brasil e o Palácio do Planalto. Até o momento, 45 sites fizeram a migração, mas a meta é que todos passem para o gov.br.

 

Cada órgão continua a ter a sua página institucional, com autonomia de gestão, mas elas ficam abrigadas no portal único.

 

"Do lado do cidadão esse é um benefício de tornar mais fácil, mais acessível, esse consumo de informações e de serviços.

 

Do lado do Estado, o benefício é a gestão centralizada de um contrato de manutenção, desenvolvimento e hospedagem de sites que, por ser centralizado, tem um ganho de escala muito maior do que nos tempos em que cada órgão administrava seu contrato", disse Joelson Vellozo Júnior.

 

Aplicativos

A unificação de canais prevista pelo Decreto 9.756/19 também engloba os aplicativos móveis. Em junho de 2019 foi criada a conta única gov.br na loja de Google Play, que já conta com mais de 100 aplicativos migrados, entre eles, Meu INSS, Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp Cidadão) e o do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 

Hoje, os aplicativos do Governo Federal mais baixados e ativos nos celulares da população são:

Carteira de trabalho digital

 

Carteira digital de trânsito

 

Meu INSS

 

Senha única de acesso aos serviços

 

Atualmente, o cidadão só precisa memorizar apenas um login e uma senha para acessar uma diversidade de serviços públicos pela internet.

 

Com a facilidade do login único, o número de pessoas cadastradas na ferramenta já ultrapassou a marca de 70 milhões de usuários. Isso corresponde a aproximadamente um terço da população brasileira.

 

Entre os serviços mais solicitados, atualmente, estão a Carteira de Trabalho Digital, o Meu INSS, o site da Rede Nacional de Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim) e a Carteira Digital de Trânsito.