PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
07/10/2020 17h29 - Atualizado em 07/10/2020 19h12

Obesidade é um problema de saúde pública no mundo

Isabella Araújo


No dia 10 de outubro é comemorado o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um em cada oito adultos em todo o mundo, são obesos. Os dados são alarmantes, já que segundo a pesquisa, em 2025 aproximadamente, 2,3 milhões de pessoas estejam com sobrepeso.  

 

Na opinião da nutricionista da Clínica-Escola da Universidade UNG, Flavia Terciano, a obesidade é um problema de saúde pública. "Em todos os casos, o ideal é procurar um nutricionista. Dá para emagrecer sem recorrer a extremismos nutricionais", aponta. 

 

Confira as orientações da nutricionista para quem deseja perder peso 

=Aumente o consumo de alimentos in natura: frutas, legumes, verduras. Além de darem saciedade, você terá uma alimentação muito mais rica em nutrientes;

 

=Reduza o consumo de frituras e alimentos gordurosos. O excesso pode contribuir para o ganho de peso, além de ser prejudicial para o sistema cardiovascular;

 

=Respeite seus sinais de fome e saciedade.  Nosso organismo emite sinais quando estamos com fome. Assim como devemos respeitar nosso sinal de saciedade e não consumir mais do que o necessário. Para isso podemos nos alimentar devagar, mastigando bem os alimentos e saboreando nossa refeição;

 

=Evite o consumo exagerado de doces. O açúcar em excesso pode contribuir para o aumento de peso e elevação da glicemia. Consuma esporadicamente e somente quantidade pequena;

 

=Evite líquidos durante as refeições, podem atrapalhar a digestão;

 

=Realize atividades físicas. Mas lembre-se, somente com acompanhamento de um profissional habilitado em Educação Física;

 

=Opte por alimentos diversificados ao montar seu prato, quanto mais colorido melhor; 

 

=Hidrate-se, você deve ingerir líquidos ao longo do seu dia. De preferência água; que pode ser saborizada, incluindo rodelas de frutas;

 

=Crie o hábito de realizar as refeições em casa, elabore pratos novos. E quando se alimentar na rua, opte por locais onde há comida caseira e self-service.