Inep registra mais de 15 mil candidatos inscritos na revalidação de diploma médico em 2020

ADMIN


O número de inscrições confirmadas para o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2020 aumentou em 114%, comparado à última edição, em 2017. Responsável pela aplicação do exame, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), confirmou 15.482 inscritos para esta edição, enquanto 7.380 cadastros foram confirmados, em 2017.

 

Dos profissionais de medicina que vão participar do Revalida 2020, 51,8% (8.016) são mulheres e 48,2% (7.466) homens. O Inep registrou, ainda, médicos de 57 nacionalidades. Brasileiros (10.720), Cubanos (2.700) e Bolivianos (980) correspondem às três nações com mais inscritos.

 

Por outro lado, a autarquia confirmou a inscrição de profissionais com diplomas originados por 63 países distintos. A maioria dos certificados são da Bolívia (7.154), Cuba (3.928) e Paraguai (2.400).

 

As provas da primeira etapa do Revalida 2020 serão aplicadas no dia 6 de dezembro. A Matriz de Referência estabelece duas etapas de avaliação, onde cinco grandes áreas da medicina são avaliadas: ginecologia e obstetrícia, medicina clínica, cirurgia geral, pediatria e medicina de família e comunidade, abordadas de forma interdisciplinar.

 

O objetivo é avaliar as habilidades, as competências e os conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Somente os aprovados na primeira etapa podem participar da segunda etapa. Uma novidade desta edição é que, se o médico formado no exterior reprovar na segunda etapa, poderá se reinscrever diretamente nesta fase, nas duas edições consecutivas.

 

 

 

 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE